segunda-feira, 23 de julho de 2012

J.J. de Oliveira Gonçalves




A vista da varanda da Valença
A Alma leva distante... enamorada!
Retrato é de Deus - em minha Crença
E, nele, há de cantar a passarada!

No natural Cenário, a Dualidade
Diz do Hermetismo que à Alma me seduz
(Além de Infinitude e de Saudade):
Da Sombra que não vive sem a Luz!

Crepúsculo, talvez, de amanheceres
Quem sabe, de gentis anoiteceres
Debruados de Beleza e Calmaria...

Ao poeta ele inspira enterneceres
Num misto de Mistério e de Magia...
Que há nesse Céu Celestial Poesia!



Publiquei uma foto de minha varanda e o amigo L.C.Vaz gentilmente publicou no seu blog "velha guarda do Estadual de Bagé". A bela imagem rendeu esta pérola literária do poeta JJ de Oliveira Gonçalves. Não resisti e estou publicando em meu blog, com muito orgulho e    
emoção. Obrigado, Vaz e JJ.  
 http://velhaguardacarloskluwe.blogspot.com.br/2012/07/varanda.html

4 comentários:

  1. Antonio, é uma honra ter um comentário poético de JJ.de Oliveira Gonçalves!

    ResponderExcluir
  2. Mas a foto merecia mesmo!!! Uma imagem absolutamente poética.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado! Se não fosse tu, guri...

    ResponderExcluir