sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Para todos os signos



SINCRONIA
Memórias do Comando

"Você se lembra de quando se sentia no comando de sua própria vida? Lembrança gostosa, margem de manobra generosa para decidir e principalmente para ir levando a vida de acordo com seus desejos.

Você se lembra quando foi que esse comando se perdeu e sua alma ficou aprisionada sob uma tonelada de complicações? Talvez não seja tão fácil rastrear esta memória, porque isso foi acontecendo aos poucos.

Essa memória pode ser dura, mas não deve amargar você, é a memória que deve servir de substrato para continuar sua luta, não mais para estar no comando e realizar desejos inúteis, mas para que se renove o contrato que sua existência exerce com a Vida Maior na qual navega, se movimenta e experimenta ser.

Tudo pode ser bem maior do que é, mas se as coisas se tornaram pequenas, mesquinhas até, não se amargue; que tudo aconteça, menos seu coração se amargar, porque essa seria a única condição que determinaria sua derrota. De resto, tudo pode e deve ser superado.

Agora é um momento de memórias duras, mas também de renovação do contrato que trouxe você a esta existência.
Respire fundo, recupere sua dignidade, assuma sua posição e se converta na circunstância mais importante de sua existência."
QUIROGA, o Astrólogo

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

sábado, 25 de agosto de 2012

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Galeria do Blog - "Borboleta"



AS BORBOLETAS
Vinicius de Moraes
Brancas
Azuis
Amarelas
E pretas
Brincam
Na luz
As belas
Borboletas
Borboletas brancas
São alegres e francas.
Borboletas azuis
Gostam muito de luz.
As amarelinhas
São tão bonitinhas!
E as pretas, então...
Oh, que escuridão!

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Tempo que passa


Um Dia Perfeito
                 “ Tudo naquele dia parecia diferente, como se fosse combinado: o rosa das blusa, o azul das outras, o sorriso, a alegria e a emoção....
                   Era como se o tempo tivesse voltado e elas tivessem de novo 10 ou 12 anos . E brincaram, brincaram e riram muito, muito . Comeram sem saber quanto colesterol havia naquele prato ou quantos triglicerídeos havia naquela porção...
                   Sempre descontraídas e felizes, além do normal de seu dia a dia, levaram adiante suas tarefas e nem se queixaram da vida, não sentiram dor, e nem sono ou cansaço. 
                   E prá completar aquele dia tão diferente andaram de moto e curtiram o passeio, com medo no início, mas depois conseguindo relaxar e curtir o vento no rosto e a sensação de liberdade. Na saída ouvi que foi um dia perfeito e que a sensação desse dia iria acompanhá-las até o sono que com certeza seria melhor que o normal.”
                  
                      Tenho certeza que havia mais gente àquela mesa, a “temperar” os pratos , a atenuar  o grau de colesterol , triglicerídeos que poderiam conter. E alguém inspirava as pessoas a dizerem coisas engraçadas e alegres. Pude sentir todos se sentindo muito à vontade para repetir, elogiar, e se deliciar com a sobremesa, tão simples.... Me vem a idéia de que só fui um canal através do qual foram passadas informações de que deveria convidar as pessoas para aqui estarem: o resto não era mais por minha conta. E ainda  pra que nada saísse fora do lugar esse dia MARAVILHOSO que fez, nem frio para não incomodar os velhos, nem quente demais para sacrificar os que se dispuseram a ajudar nas tarefas.
                      São esse fenômenos que acontecem em nossas vidas que a tornam mais emocionante, porque são raros e ficam em nossa lembrança por muito tempo!
                      Obrigado à todos os colaboradores desse dia “fora do tempo”!
                      Obrigado por nos fazer pensar nossa família como uma coisa muito MAIOR do que realmente nossos sentidos terrenos podem nos fazer crer !
                      Obrigado antepassados por dividir vossa mesa conosco!
                                                                                                                          Assim seja!
                                         11/03/07                                                                  **  Eli Ana **
PS: achei agora há poucos dias um caderno onde anotava alguns sonhos, quando acordava pela manhã. Me chamou a atenção um, em especial, que falava de uma festa em minha casa em que rimos muito pois quando nos demos conta as pessoas estavam ou vestidas de azul ou de rosa. O sonho aconteceu em 2005, portanto 2 anos antes deste encontro acontecer realmente. E foi um encontro que me marcou tanto que na época escrevi este texto acima. Mas só agora vejo que havia sonhado com isso 2 anos antes de acontecer!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

"Salvando no Google"



Outro dia recebi um email com um texto hilário, “Pizzaria Google”, que falava de uma pizzaria que havia sido comprada pelo Google. Aí o cliente pedia uma pizza e o atendente argumentava que segundo o banco de dados ele não deveria pedir aquela pizza pois constava que ele havia feito exames no laboratório Tal, e que seu colesterol estava alto e sugeria uma pizza mais light... e por aí vai. A cada pedido do cliente a atendente acessava o banco de dados e contestava de alguma forma o argumento do cliente.
E o  cliente cada vez mais surpreso de como o banco de dados sabia de toda a sua vida...
Fiquei pensando se há em algum lugar um banco de dados com toda a nossa vida, todas as nossas ações e tudo o que está por  trás delas. E cheguei à conclusão que isso sempre existiu e um dia teremos acesso a esse “Google”. Saberemos, então, que às vezes julgamos mal uma pessoa, outras vezes somos vítimas de um julgamento errado.
Quantas vezes nos decepcionamos com alguém e vemos as coisas como queremos e não como são realmente.
Lá no dia do acesso ao nosso Google , vamos ver o que realmente é, e pensaremos como as coisas poderiam ser se não nos enganássemos ... por nossa conta e risco. Veremos todas as nossas ações boas ou más, e  antes de mais nada os motivos daquela atitude, o porquê fizemos o que fizemos.
E que a verdade nem sempre é o que parece ser, ou o que queremos ou tememos que seja! E se isso for verdade, e acredito que seja, não existe injustiça, e a verdade um dia vai prevalecer.
E que devemos saber que não é aquilo que precisamos mostrar para os outros que nos diz como somos, mas aquilo que realmente nos leva a realizar cada ação em nossa vida.  Portanto, que nosso banco de dados não nos pegue desprevenidos , vamos ser verdadeiros com aquele que mais devemos ser:  nós mesmos. E salvando tudo no Google!
Eliana Valença

sábado, 11 de agosto de 2012

Pai


"O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita."(Salmo 121)
E tu à nós: Nani, Lia, Marcos , Xanda e Pablo.



Feliz Dia dos Pais à todos os pais!


domingo, 5 de agosto de 2012

Votos de Paz e Bem


"Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar não precisar dela...
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, principalmente a gostar de quem também gosta de você. 
O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.
No final das contas você vai achar, não quem você estava procurando... mas quem estava procurando por você!"
Mario Quintana

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Curtir e compartilhar


Em tempos de internet, curtir uma publicação de alguém, compartilhar um texto, uma música, uma imagem são práticas comuns a qualquer usuário do facebook ou outras redes sociais, independente de idade, gosto ou tendência. E vai-se formando um perfil daquela pessoa que às vezes, nem conhecemos.  Alguns apenas compartilham coisas que acham interessantes,  outros preferem responder de uma maneira que não diga diretamente... que leve o outro a pensar. Pode servir apenas para informar algo.  Podemos provocar alguém no bom sentido ou às vezes nem tão bom...
Mandar um recado com endereço certo, mas sem dizê-lo, também é uma prática bem comum. Pode-se também cutucar alguém, de brincadeira, com carinho ou dar uma cutucada de verdade mesmo.
Enfim, estamos diante do surgimento de uma nova forma de comunicação graças ao avanço da tecnologia, internet, progresso, inclusão digital cada vez maior, etc , etc , etc.
Mas será que essa forma de comunicação não existia antes da internet? Será que essa troca de energia já não acontecia quando nossos pensamentos se conectavam?
Quando ouvimos uma música e   lembramos de alguém, não estamos compartilhando com ela esse momento? Será  que ,às vezes, o fato de lembrar de alguém de repente não será esse alguém lembrando da gente? Emitimos uma vibração e ela vai, como uma onda de rádio até a outra pessoa. Se ela estiver “conectada” com a gente, não pode “receber” aquela vibração?
Quem nunca ouviu alguém contar algo assim, ou mesmo, vivenciou estes fatos.
Não precisamos postar no Facebook nossa emoção, nosso  carinho (ou não), nossa surpresa com imagens que nos dizem tanto, ou denúncias que nos revoltam.
Nós fazemos isso o tempo todo com nossos pensamentos.
Mas, que o Facebook nos ajuda, ilustra, esclarece e cria de maneiras mais diversas essa comunicação...  isso é a mais pura verdade! E isso é uma deliciosa forma de comunicação!
Mas, cuidado! Não podemos esquecer que nossa mente  fez, faz e fará esse tipo de comunicação.  Desde sempre!
Quem quiser, pode curtir! Obrigado!
Eliana Valença